Obrigado, ó Deus!

Jesus quer iluminar e aquecer os que andam na escuridão e na sombra da morte.

05 de Janeiro de 2018

 

Por Geovane Saraiva*


Que fique sempre gravado na nossa mente o anúncio do anjo aos pastores: o da enorme alegria do nascimento do Salvador da humanidade. Pensemos também no envolvente e misterioso acontecimento, que, no Oriente, lugar bem distante e longínquo, surge a maravilha da estrela, com a missão de comunicar aos magos o nascimento da verdadeira Estrela da humanidade. Então somos convidados a perceber os sinais insondáveis do Deus infinitamente bom no surgimento dessa estrela como revelação do Seu plano salvador.

 

 

Alicerçados nos valores do Evangelho, agradecidos e pensando nas coisas boas que Deus nos concedeu, bem dentro do espírito esperançoso do Natal, como no exemplo dos magos, que se deixaram ser guiados pela estrela, experimentemos a Sua ternura neste ano de 2018, no convite feito às pessoas de boa vontade: o de “participar da divindade daquele que uniu a Deus nossa humanidade”. Ele é a verdadeira estrela a iluminar todas as famílias, convidadas que são a superar dificuldades e desafios e participar das verdadeiras alegrias e esperanças de Deus.

 

A luz da vida é Jesus Cristo, que faz o mesmo caminho dos seres humanos, nascendo numa família, recebendo edificantes elogios do velho Simeão e da profetisa Ana. Ele quer iluminar e aquecer os que andam na escuridão e na sombra da morte, na força transformadora que se revelou há mais de dois mil anos em uma criança, sobretudo através daquele velho e esperançoso Simeão, figura sui generis e homem do povo de então, e quer ver nossos corações cheios de esperança, confortados e consolados num Deus de comovedora ternura.

 

Na acolhida da criança, colocando-a nos braços, é como uma revelação no íntimo das pessoas, que no mistério da encarnação exigem-se mudanças profundas, numa relação estreita e de tal modo convertida ao alegre anúncio do nascimento do Salvador. Gravemos e acolhamos no silêncio do coração tão excelso mistério, nas marcas de generosidade, renúncia e doação! Que nossa súplica suba ao bom Deus, numa fervorosa oração de ação de graças, como seguidores de Jesus de Nazaré, convidados a dar continuidade à obra por Ele instaurada. Amém!

 

 

*Geovani Saraiva é pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência Sacerdotal, integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza - geovanesaraiva@gmail.com.

 

 

Fonte: http://www.domtotal.com

 

 

Netmidia - Soluções Digitais©2014 - Todos os direitos Reservados a Diocese de Ji-Paraná
Fone: (69) 3416-4203 / 3416-4210
Av. Marechal Rondon, 400 - Centro - Ji-Paraná / RO - CEP: 76900-036
E-mail: informatica@diocesedejiparana.org.br