17º ENP lança desafio de promover o cuidado com os padres pela Pastoral Presbiteral

09 de Maio de 2018

 

“O presbítero é pessoa humana, marcada por virtudes, mas também por fragilidades. E por isso precisamos desenvolver e muito entre nós essa dimensão do cuidado: de si, do irmão presbítero, cuidar e deixar-se cuidar uns pelos outros”. Esta é uma constatação do arcebispo de Porto Alegre (RS), dom Jaime Spengler, que após o 17º Encontro Nacional dos Presbíteros (ENP) ressaltou a necessidade de favorecer e fomentar em todo o Brasil a Pastoral Presbiteral.

 

 

Dom Jaime, que preside a Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), esteve presente no evento, que reuniu, entre os dias 26 de abril e 2 de maio, mais de 500 padres de todo o Brasil, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

 

Para o prelado, foi um momento de encontro, de estudo, oração, fraternidade, de troca de experiências. “Juntos nós refletimos sobre o ser discípulo do Senhor e Pastor do Rebanho. Discípulo é aquele que está em constante busca de se configurar ao mestre. E nesse processo de configuração ao Mestre, ao Nosso Senhor, ao mesmo tempo se faz pastor do rebanho”, comentou.

 

“Nosso mundo certamente anseia por presenças presbiterais autênticas que sejam capazes de transmitir, de mostrar ao nosso povo, à nossa gente o que significa ser cristão batizado, batizada na complexidade da sociedade de hoje”, disse ao comentar um dos aspectos abordados no evento. O tema trabalhado nos últimos dias foi “Presbítero: Discípulo do Senhor e Pastor do Rebanho”, amparado pelo lema tirado do livro de Atos dos Apóstolos: “Cuidai de vós mesmos e de todo o Rebanho, pois o Espírito Santo vos constituiu como guardiões”.

 

No sentido do lema proposto para o encontro está o segundo aspecto das reflexões apontado por dom Jaime Spengler: a questão do cuidado.

“Nós presbíteros precisamos aprender a cuidar de nós mesmos e cuidar uns dos outros e, ao mesmo tempo, nos deixar cuidar uns pelos outros. Somos exigidos de muitos modos. E por isso a obra do cuidado faz parte do caminho daqueles que se lançam na via do discipulado buscando essa configuração a Jesus Cristo. Existem fragilidades que marcam também a vida presbiteral”, salienta.

Como pessoa humana, marcada por virtudes e fragilidades, é preciso contar com o cuidado pessoal e fraterno, aponta dom Jaime: “Essa é um dos grandes desafios que esse 17º ENP lança aos presbíteros de todo o Brasil. E nesse trabalho do cuidado certamente a Pastoral Presbiteral tem um lugar de destaque. Precisamos sim favorecer, fomentar em todos os nossos presbitérios desse nosso imenso Brasil essa dimensão da Pastoral: a presbiteral. Porque também o presbítero precisa sim ser cuidado e se deixar cuidar”.

 

Padre José Adelson| Foto: Milícia da Imaculada/Renan Kazuo


Também ressaltando a dimensão humana, o presidente da Comissão Nacional dos Presbíteros (CNP), padre José Adelson da Silva Rodrigues, lembrou que os presbíteros devem fazer sempre comunhão com os leigos e leigas no serviço da unidade, “não só no Ano do Laicato” e que “não somos super-homens precisamos uns dos outros. O presbítero serve a comunidade, onde todos somos missionários”.

 

À frente do organismo responsável pela organização do evento, padre José Adelson ressaltou o desafio da Pastoral Presbiteral em vista da unidade: “o convite que nasce é que todo Presbítero possa cultivar um cuidado integral de sua vida e trabalhe por uma Igreja toda Ministerial. Nossa missão é SER CUIDADORES, dedicando tempo para escutar e acolher os irmãos que passam dificuldades, sermos irmão-pastor. Sejamos presença fraterna manifestando a ternura de Deus e o amor de Cristo que nos une”, afirmou.

 

O encontro


Presidência da CNP, dom Juarez Sousa e dom Jaime Spengler (ao centro) | Foto: divulgação


O 17º Encontro Nacional de Presbíteros contou com a assessoria do padre Paulo Sérgio Carrara, de Belo Horizonte (MG), que também elaborou o texto-base do encontro. Ele refletiu sobre teologia, espiritualidade e missão do presbítero. O dia de espiritualidade foi orientado pelo arcebispo emérito de São Paulo (SP), cardeal Cláudio Hummes. Estiveram presentes vários bispos referenciais de diversos regionais da CNBB, entre eles o bispo de Parnaíba (PI) e referencial da Comissão Nacional de Presbíteros (CNP), dom Juarez Sousa da Silva.

 

Os participantes divulgaram uma carta ao final do encontro. No texto, destacam as principais reflexões suscitadas durante o evento e reafirmara a comunhão e a fidelidade “ao Magistério da Igreja, na pessoa do Papa Francisco, na eclesiologia do Concílio Vaticano II, na Teologia da América Latina, nas Conferências do Episcopado Latino Americano e Caribenho e nas orientações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)”.

 

Foto: Milícia da Imaculada/Renan Kazuo


Carta Final do 17º ENP

“Presbítero: discípulo do Senhor e Pastor do rebanho” é tema do 17º Encontro Nacional de Presbíteros

 

Fonte: http://cnbb.net.br/

 

 

Netmidia - Soluções Digitais©2014 - Todos os direitos Reservados a Diocese de Ji-Paraná
Fone: (69) 3416-4203 / 3416-4210
Av. Marechal Rondon, 400 - Centro - Ji-Paraná / RO - CEP: 76900-036
E-mail: informatica@diocesedejiparana.org.br