Paróquia Sagrada Família

Situada no município de Cacoal-RO

20 de Setembro de 2018

 

 Cacoal-RO em 1974 era uma cidadezinha com mais ou menos mil habitantes, ainda não tinha paróquia e dependia de Pimenta Bueno-RO, cujo vigário era o Pe. Adolpho, Missionário Salesiano, grande pioneiro de Rondônia.

    Desde o ano anterior Pe. João Fagan atendia os fiéis de Cacoal. O povo, no ano de 1973, já tinham construído uma capela de pau a pique na Avenida Sete de Setembro e uma outra na linha 10, dedicada a Santa Terezinha, padroeira das missões.

    Os Missionários Combonianos chegaram a Rondônia no mês de fevereiro de 1974, destinados a Ouro Preto d’Oeste-RO. Após a morte do Pe. Adolpho, Dom João Batista Costa, bispo de Porto Velho-RO, pediu aos combonianos que assumissem também a paróquia de Pimenta Bueno, Espigão d’Oeste-RO e Cacoal. A partir do mês de maio Pe. Franco, com a colaboração dos leigos já muito atuantes começou o seu serviço pastoral em Cacoal, enquanto que Pe. João Fagan tinha sido transferido para Belém-PA.

    No mês de outubro de 1974, chegaram as Irmãs Missionárias Combonianas, Luísa Poli e Carmem Gonzáles. Logo começaram os trabalhos missionários, o povo as acolheu com muito carinho e amizade. No mesmo mês foi realizado o primeiro encontro de formação para líderes do interior.

   As Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) se multiplicaram, as pastorais tomaram novo vigor, os cursos de formação foram sistematizados e os leigos ficaram cada vez mais protagonistas do trabalho pastoral e da nova evangelização.

Assim, no dia 08 de dezembro de 1976, Dom João, criou a Paróquia Sagrada Família de Cacoal. No primeiro domingo do mês de julho do ano seguinte foi inaugurada a Igreja Matriz.

   Uma das preocupações maiores da Paróquia foi a formação das lideranças e visando este objetivo foi construído o Centro de Formação.

    A história da Paróquia foi profundamente marcada pelo Martírio de Pe. Ezequiel Ramim. Após apenas um ano de intenso trabalho ao lado de pequenos lavradores, dos Sem Terra e dos povos indígenas, no dia 24 de julho de 1985, foi vítima de uma emboscada e barbaramente assassinado.

   Em maio de 1990 foi inaugurada a primeira Escola Família Agrícola (EFA), que, em honra ao Pe. Ezequiel ganhou o seu nome e também o Centro de Formação. Dez anos depois foi inaugurado o Centro Profissionalizante, Pe. Fiovo Camaioni, que, em honra ganhou o seu nome, escolhido como marco do ano jubilar. Logo em seguida após a doação do terreno se começou a construção do Hospital São Daniel Comboni, com as doações diversas e o trabalho voluntário do povo. Estas duas grandes obras ficarão para sempre na memória do povo, pelo trabalho dos Missionários Combonianos em Cacoal, especialmente Pe. Franco, e pelo envolvimento da população em geral em ver este sonho realizado.

    No ano de 2005, chegam as Irmãs Missionária de Jesus Crucificado, que se inseriram na periferia de Cacoal.

    A Paróquia continua acompanhando a caminhada da Diocese de Ji-Paraná, animando as CEBs, incentivando os Grupos de Reflexão e favorecendo o surgimento e fortalecimento de Ministérios e Pastorais.

    Em 22 de fevereiro de 2.009, numa Celebração na Comunidade Sagrada Família o Pároco, Pe. Roberto Sottara, e o Pe. Jaymir Bada, últimos, Padres Combonianos, entregam a Paróquia à Diocese de Ji–Paraná, e partiram para novas fronteiras. Já o Pe. Mansueto Dal Maso continua conosco, nesta data a Paróquia era composta por 93 comunidades na zonas urbana e rural.

    Aos Padres Combonianos de um modo geral, só temos a agradecer, pois em outubro do ano anterior o povo elegeu Pe. Franco Prefeito de Cacoal - pelo carisma e pelo trabalho social que sempre fez pelo povo.

    Os primeiros Padres Diocesanos a virem trabalhar em Cacoal foram os padres: Marcos Laurindo Bento (pároco), Antonio Hammes e Joceir Elias de Souza.

    Atualmente, a Paróquia Sagrada Família tem como Pároco Pe. Johnnis Marthis Parteli, e os vigários paroquiais os padres:  Martson Adriano de Oliveira Melo e Silvio Pedreira Ferreira.

    Em 07 de janeiro de 2018 em uma solene Celebração presidida por Dom Bruno Pedron, Bispo Diocesano de Ji-Paraná, a Comunidade São Judas Tadeu tornou-se oficialmente Paróquia tendo como Pároco o Padre Jose Carlos da Cruz e desmembrando-se assim da Paróquia Sagrada Família.

 

Fonte: Paróquia Sagrada Família

 

 

Outras Fotos

 

Netmidia - Soluções Digitais©2014 - Todos os direitos Reservados a Diocese de Ji-Paraná
Fone: (69) 3416-4203 / 3416-4204
Av. Marechal Rondon, 400 - Centro - Ji-Paraná / RO - CEP: 76900-036
E-mail: informatica@diocesedejiparana.org.br