Liturgia Diária

XXVII SEMANA DO TEMPO COMUM (Verde – Ofício do Dia)

09 de Outubro de 2020

 

Antífona de Entrada

Senhor, tudo está em vosso poder e ninguém pode resistir à vossa vontade. Vós fizestes todas as coisas: o céu, terra e tudo o que eles contêm; sois o Deus do universo! (Est 1,9ss)

 

Oração do dia

Ó Deus eterno e todo-poderoso, que nos concedeis, no vosso imenso amor de Pai, mas do que merecemos e pedimos, derramai sobre nós a vossa misericórdia, perdoando o que nos pesa na consciência e dando-nos mais do que ousamos pedir. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Leitura (Gálatas 3,7-14)

Leitura da carta de são Paulo aos Gálatas.

7 Sabei, pois: só os que têm fé é que são filhos de Abraão.
8 Prevendo a Escritura que Deus justificaria os povos pagãos pela fé, anunciou esta boa nova a Abraão: “Em ti todos os povos serão abençoados”.
9 De modo que os homens de fé são abençoados com a bênção de Abraão, homem de fé.
10 Todos os que se apóiam nas práticas legais estão sob um regime de maldição. Pois está escrito: “Maldito aquele que não cumpre todas as prescrições do livro da lei”.
11 “Que ninguém é justificado pela lei perante Deus é evidente, porque o justo viverá pela fé”.
12 Ora, a lei não provém da fé e sim (do cumprimento): “quem observar estes preceitos viverá por eles”.
13 Cristo remiu-nos da maldição da lei, fazendo-se por nós maldição, pois está escrito: “Maldito todo aquele que é suspenso no madeiro”.
14 Assim a bênção de Abraão se estende aos gentios, em Cristo Jesus, e pela fé recebemos o Espírito prometido.
Palavra do Senhor.

 

Salmo Responsorial 110/111

 

O Senhor se lembra sempre da aliança!

Eu agradeço a Deus de todo o coração
junto com todos os seus justos reunidos!
Que grandiosas são as obras do Senhor,
elas merecem todo o amor e admiração!

Que beleza e esplendor são os seus feitos!
Sua justiça permanece eternamente!
O Senhor bom e clemente nos deixou
a lembrança de suas grandes maravilhas.

Ele dá o alimento aos que o temem
e jamais esquecerá sua aliança.
Ao seu povo manifesta seu poder,
dando a ele a herança das nações.

 

Evangelho (Lucas 11,15-26)

 

Aleluia, aleluia, aleluia.
Agora o príncipe deste mundo há de ser laçado fora; quando eu for elevado da terra, atrairei para mim todo ser (Jo 12,31s).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

11 15 Alguns deles disseram a respeito de Jesus: Ele expele os demônios por Beelzebul, príncipe dos demônios.
16 E para pô-lo à prova, outros lhe pediam um sinal do céu.
17 Penetrando nos seus pensamentos, disse-lhes Jesus: Todo o reino dividido contra si mesmo será destruído e seus edifícios cairão uns sobre os outros.
18 Se, pois, Satanás está dividido contra si mesmo, como subsistirá o seu reino? Pois dizeis que expulso os demônios por Beelzebul.
19 Ora, se é por Beelzebul que expulso os demônios, por quem o expulsam vossos filhos? Por isso, eles mesmos serão os vossos juízes!
20 Mas se expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente é chegado a vós o Reino de Deus.
21 Quando um homem forte guarda armado a sua casa, estão em segurança os bens que possui.
22 Mas se sobrevier outro mais forte do que ele e o vencer, este lhe tirará todas as armas em que confiava, e repartirá os seus despojos.
23 Quem não está comigo, está contra mim; quem não recolhe comigo, espalha.
24 Quando um espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso; não o achando, diz: Voltarei à minha casa, donde saí.
25 Chegando, acha-a varrida e adornada.
26 Então ele vai e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele. E, entrando, instalam-se aí. No fim, esse homem fica em condição pior do que antes.

Palavra da Salvação.

 

Comentário ao Evangelho

 

O DEDO DE DEUS NA HISTÓRIA HUMANA

A interpretação maliciosa dos milagres oferece a Jesus a chance de explicar-lhes o verdadeiro sentido deles. Engana-se quem os atribui a um possível conluio do Mestre com Belzebu. Mas quem se recusa a sintonizar com ele, dificilmente aceitará sua explicação.
Os milagres indicam que o reinado de Deus implantou-se na história humana, de forma a neutralizar a ação do Demônio. Este adversário do Senhor procura manter o ser humano escravo de seus caprichos e impedi-lo de ser solidário e serviçal, impossibilitando-lhe viver a comunhão fraterna. Esta ação desumanizadora coloca a pessoa na contramão do projeto de Deus, dificultando a ação da graça.
Os milagres de Jesus são o sinal da atuação do dedo de Deus na história humana. Em outras palavras, as pessoas não estão entregues à própria sorte. Elas têm quem as defenda contra as investidas do inimigo. A ação divina é humanizadora, resgata o ser humano para o Reino.
Todos os milagres de Jesus tinham esta mesma orientação básica. Nos exorcismos, porém, esta vertente de sua ação ficava mais evidente. Os endemoninhados comportavam-se de modo tão anti-social, a ponto de tornar perigosa a convivência com eles.
A cura operada por Jesus restituía-lhes a dignidade humana. Só por obra de Deus isto era possível.

 


Oração
Espírito de sintonia com Jesus, capacita-me para perceber, nos milagres evangélicos, o dedo de Deus agindo na nossa história.


(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)


Sobre as Oferendas

Acolhei, ó Deus, nós vos pedimos, o sacrifício que instituístes e, pelos mistérios que celebramos em vossa honra, completai a santificação dos que salvastes. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Antífona da Comunhão

Bom é o Senhor para quem confia nele, para aquele que o procura (Lm 3,25).

 

Depois da Comunhão

Possamos, ó Deus onipotente, saciar-nos do pão celeste e inebriar-nos do vinho sagrado, para que sejamos transformados naquele que agora recebemos. Por Cristo, nosso Senhor.

 

 

Fonte: Portal Dom Total

 

 

Netmidia - Soluções Digitais©2014 - Todos os direitos Reservados a Diocese de Ji-Paraná
Fone: (69) 3416-4203 / 3416-4204
Av. Marechal Rondon, 400 - Centro - Ji-Paraná / RO - CEP: 76900-036
E-mail: informatica@diocesedejiparana.org.br