Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Espigão d'Oeste - RO

16 de Abril de 2021

 

 

 

SECRETARIA PAROQUIAL

Endereço: Rua da Matriz, 2431 - Centro - Caixa Postal 39 – CEP 76 974-000

Telefone/Fax: (69) 3481-2309

E-mail: [email protected]

 

Acompanhe a Página da Paróquia no Facebook:

https://www.facebook.com/pnsaeo/?ref=br_rs

 

 

 

 

 

Historia da Paróquia Nossa Senhora Aparecida

 

      Até o ano de 1970 a região de Espigão D’Oeste era ocupada pelos os índios da tribo “surui”.

 

     Nessa época 1969/1970 entrou a colonizadora Itaporanga e algumas outras família. O Padre Angelo Spadari veio celebrar uma missa, a primeira em Espigão do Oeste, no lugar onde hoje é a Rua 7 de Setembro, esquina com a Rua São Paulo.

 

    Entraram em seguida, mais famílias ocupando a terra e grilando aquela área. Os índios foram expulsos da sua terra. Muitos foram massacrados.   

 

    Uma aldeia dos “Suruis” ficou perto da atual cidade, até o ano de 1977, quando a FUNAI os obrigou a sair mas nunca aceitaram ficar na reserva a dependência da FUNAI.

 

     A pequena comunidade Católica de Espigão do Oeste era atendida por Padre Rodolfo Rohl (salesiano) que de vez em quando vinha de Pimenta Bueno rezar missa.

 

     Em 1973 foi iniciada a construção da Igreja.

 

    Em 1974 a comunidade passou a ser atendida pelo padres combonianos, na pessoa do Padre Franco Vialetto.

 

    No ano de 1975 o irmão Salvador formou a responsabilidade da comunidade. Organizou a catequese, o grupo de jovens, os grupos de reflexão e visitava a aldeia.

 

    A irmã Luisa (comboniana) colaborava especialmente na área da saúde, dedicando um dia da semana ao atendimento dos doentes, dos índios, por eles chamada de “doutora”.

 

   Todos os meses o Padre Ludovico e em seguida o Padre Willian celebravam a missa e administravam os sacramentos. Este período foi caracterizado por uma serie de conflitos entre posseiros, a firma Itaporanga e fazendeiros.

 

    Em 1979, o Padre Joaquim da Fonseca começou a dar uma assistência particular a Espigão D’Oeste, em equipe, primeiro com a Irmã Tereza que, sendo enfermeira desenvolveu de maneira particular a pastoral dos enfermos e em 1980 – com Irmã Dolores, organizou melhor o trabalho pastoral, por meio de cursos e encontros com catequistas e dirigentes.

 

Criação da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e Nomeação do 1º Vigário de Espigão DOeste

 

    No dia 08 de dezembro de 1976 D. João Batista Costa erigiu em decreto de criação da Paróquia Nossa Senhora Aparecida confiada a comunidade comboniana de Pimenta Bueno.

 

    Na realidade, até o dia 09 de outubro de 1981 funcionou como capela quando o Bispo Prelado D. José Martins da Silva utilizou o mesmo decreto na criação da Paróquia. Neste Mesmo dia D. José nomeou o 1º vigário o Padre José Furlanetto.

 

Os objetivos de trabalho da Nova Paróquia

  1. Criar condições econômicas suficientes;
  2. Preparar estruturas;
  3. O mais importante: o trabalho pastoral seguindo as linhas e opções do Plano diocesano de pastoral: 3.1   Pastoral Renovada; 3.2   Pastoral Libertadora; 3.3   Pastoral de Compromisso

    Tudo isso causou muito sofrimento e até perseguição por parte daqueles que, por interesse e motivos políticos, não aceitaram uma conversão pessoa à justiça. Houve até uma denuncia ao vigário e a tentativa de processo e de enquadramento na lei de segurança.

 

     Os resultados do trabalho pastoral foram positivos, especialmente na preparação das lideranças.

 

   No dia 01 de janeiro de 1984, D. Antonio Possamai Benzeu a Nova Igreja e as obras paroquiais. Neste mesmo dia os Padres e Irmãs combonianas entregaram a Paróquia.

 

    No dia 01 de Março de 1984, D. Antonio nomeou as Irmãs Antonietta Papa, Celestina Zorzi e Joana Barbosa da Congregação das Filhas de Maria Missionaria, coordenadoras da ação paroquial.

 

     Dia 02 de fevereiro de 1985 os Frades Menores Capuchinhos da Província do Rio grande do Sul chegaram ao estado de Rondônia para assumir as paroquias Nossa Senhora de Fatima de Pimenta Bueno e Nossa Senhora aparecida de Espigão D’Oeste.

 

    Em 1990 as Irmãs Catequistas Franciscanas chegaram a Paróquia para trabalhar na pastoral paroquial e educacional. Hoje a Paroquia conta com 64 comunidades, sendo que 56 estão localizadas no interior do município e 07 na cidade.

 

   A paróquia Nossa Senhora Aparecida exerce suas atividades pastorais em comunhão com a Igreja Particular de Ji-Paraná, Seguindo as Diretrizes de Ação Pastoral da Igreja no Brasil.

 

   Em 1990, na visita pastoral de D. Antônio Possamai deixou escrito: “visitei as comunidades rurais onde dialoguei com o povo, tomei conhecimento da vida que estão enfrentando, mais uma vez senti que é um povo esquecido e abandonado pelo sistema governamental brasileiro, o êxodo rural é grande, pois o povo não pode mais resistir, na cidade fiz varias reuniões, visitei duas comunidades além da Matriz e tive a impressão de boa organização e boa participação do povo”.

 

    A paróquia foi criada em 08/12/1976, mas na verdade funcionou como capela até 1981.

 

    Portanto, 40 anos que caminha como Paróquia de verdade.

 

 

 

 

Fonte: Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Local: Espigão DOeste

 

 

Netmidia - Soluções Digitais©2014 - Todos os direitos Reservados a Diocese de Ji-Paraná
Fone: (69) 3416-4203 / 3416-4204
Av. Marechal Rondon, 400 - Centro - Ji-Paraná / RO - CEP: 76900-036
E-mail: [email protected]